PROSSEGUE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 NO IASFA

Decorreu, nos dias 21 e 22 de janeiro, respetivamente, a vacinação contra a COVID-19 nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) dos Centros de Apoio Social (CAS) de Oeiras e do Porto.

Foram inoculadas com a vacina da Pfizer, entre residentes e funcionários, 368 pessoas do CAS de Oeiras e 79 do CAS do Porto, mediante consentimento informado de todos, incluindo residentes autónomos e familiares ou tutores dos residentes que não detêm autonomia para decisão. A segunda toma desta vacina está prevista para dentro de três semanas.

Para além dos profissionais de saúde e demais colaboradores dos referidos Centros, o processo de vacinação teve o apoio das respetivas autoridades de saúde locais.

O processo de vacinação nas ERPI do IASFA teve início na passada terça-feira, 19 de janeiro, no CAS de Runa, no qual foram vacinadas, entre funcionários e residentes, um total de 210 pessoas.

IASFA LAMENTA FALECIMENTO DE RESIDENTE

O IASFA lamenta o falecimento de um dos seus residentes do Centro de Apoio Social (CAS) de Oeiras, vítima da COVID-19, ocorrido ontem, 20 de janeiro.

Neste momento, registam-se 27 casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2, que correspondem a um colaborador da Sede, a oito funcionários do CAS do Alfeite, a dois colaboradores do CAS de Runa e a 10 colaboradores e seis residentes do CAS do Oeiras. Todos os funcionários e residentes infetados estão assintomáticos ou com sintomas ligeiros, encontrando-se em quarentena nos respetivos quartos e domicílios.

Contabilizam-se, assim, um total de 136 pessoas com teste positivo, das quais há cinco óbitos a lamentar e 104 já se encontram recuperadas.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para idosos do IASFA já foram testados pelo menos uma vez. O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

ARRANCA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 NO IASFA

Teve início ontem à tarde, no Centro de Apoio Social (CAS) de Runa, a vacinação contra a COVID-19 nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) do IASFA.

Foram inoculadas com a vacina da PFIZER um total de 210 pessoas daquele Centro, sendo 89 residentes e 121 funcionários, mediante consentimento informado de todos, incluindo residentes autónomos e familiares ou tutores dos residentes que não detêm autonomia para decisão. A segunda toma desta vacina está prevista para dentro de três semanas.

Para além dos profissionais de saúde do CAS de Runa, o processo de vacinação teve o apoio do Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste Sul, da Unidade de Cuidados na Comunidade de Torres Vedras e dos Bombeiros de Torres Vedras.

O Presidente do Conselho Diretivo do IASFA, Tenente-General Fernando de Campos Serafino, esteve presente e acompanhou parte do processo, tendo-se inteirado das especificidades do mesmo.

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 2021 – VOTO ANTECIPADO NAS ERPI DO IASFA

Decorreu, hoje, nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI), dos Centros de Apoio Social de Oeiras, Runa e Porto, o voto antecipado dos residentes destas estruturas, no âmbito das Eleições Presidenciais 2021.

Os nossos residentes que o pretenderam, exerceram, assim, o seu direito de voto, mediante um rigoroso cumprimento das regras de saúde estabelecidas e em estreita colaboração com os Municípios de Oeiras, Torres Vedras e do Porto. Os votos foram recolhidos por equipas organizadas pelas referidas autarquias, tendo votado um total de 35 pessoas no CAS de Oeiras, 20 no CAS de Runa e 7 no CAS do Porto.

IASFA COM NOVE CASOS ATIVOS

O IASFA regista, neste momento, nove casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2, que correspondem a dois colaboradores da Sede, a um funcionário do Centro de Apoio Social (CAS) do Alfeite, a um funcionário do CAS de Runa e a cinco colaboradores do CAS do Oeiras. Todos os funcionários infetados estão assintomáticos ou com sintomas ligeiros, encontrando-se em quarentena nos respetivos domicílios.

Contabilizam-se, assim, um total de 114 pessoas com teste positivo, das quais há quatro óbitos a lamentar e 101 já se encontram recuperadas.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para idosos do IASFA já foram testados pelo menos uma vez. O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

IASFA COM TRÊS CASOS ATIVOS

O IASFA regista, neste momento, três casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2, que correspondem a dois funcionários da Sede e a um colaborador do Centro de Apoio Social do Alfeite. Trata-se de uma diminuição de dois casos em relação à semana anterior. Todos os funcionários infetados estão assintomáticos ou com sintomas ligeiros, encontrando-se em quarentena nos respetivos domicílios.

Contabilizam-se, assim, um total de 108 pessoas com teste positivo, das quais há quatro óbitos a lamentar e 101 já se encontram recuperadas.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para idosos do IASFA já foram testados pelo menos uma vez. O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

CONCURSO DE ARRENDAMENTO DE HABITAÇÃO COM MAIS DE 200 CONCORRENTES

O concurso para arrendamento de 97 casas de renda económica carecidas de obras, que decorreu até novembro passado, teve 207 concorrentes.

As habitações, distribuídas por várias localidades de Portugal continental e Região Autónoma dos Açores, encontram-se devolutas e carecidas de obras até ao valor de 5 mil euros. As obras serão realizadas pelos futuros arrendatários e o valor das mesmas será descontado nas rendas, no prazo máximo de 5 anos.

Este foi o primeiro concurso realizado pelo IASFA nesta modalidade, na sequência da publicação do Decreto-Lei n.º 83/2019, que alterou o regime jurídico das casas de renda económica do IASFA e passou a contemplar a possibilidade de arredamento de casas carecidas de obras a realizar pelo arrendatário.

O concurso encontra-se em fase de análise de candidaturas pelo júri.

IASFA COM CINCO CASOS ATIVOS

O IASFA regista, neste momento, cinco casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2, que correspondem a um funcionário do Centro de Apoio Social (CAS) de Oeiras, a uma funcionária do CAS de Runa e a três colaboradores do CAS do Alfeite. Todos os funcionários infetados estão assintomáticos ou com sintomas ligeiros, encontrando-se em quarentena nos respetivos domicílios.

Contabilizam-se, assim, um total de 105 pessoas com teste positivo, das quais há quatro óbitos a lamentar e 96 já se encontram recuperadas.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para idosos do IASFA já foram testaados pelo menos uma vez. O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

IASFA Solidário

 

 

 

 

 

 

Para assinalar a quadra natalícia, o IASFA realizou uma ação de beneficência a favor da Associação Amanhecer Esperança, que contou com a participação dos colaboradores da Sede do Instituto, incluindo a Direção de Serviços da Ação Social Complementar e dos Gabinetes de apoio e de recursos, o Centros de Apoio Social (CAS) de Lisboa e Oeiras, bem como com a generosidade dos beneficiários residentes do CAS Oeiras, com intuito de fazer chegar, a famílias carenciadas, alguns bens de primeira necessidade.

Na impossibilidade de realizar a habitual festa de Natal, o IASFA divulgou a iniciativa internamente, a qual foi muito bem acolhida pelos colaboradores e residentes, que se prontificaram a contribuir para esta causa. Paula Costa, Vogal do Conselho Diretivo do IASFA, representou o Instituto no momento da entrega dos bens, que aconteceu no passado dia 21 de dezembro na sede da Associação.

A Associação Amanhecer Esperança, é uma associação exclusivamente constituída por voluntários, sediada em Agualva/Cacém, que apoia famílias que vivem em condições de vida de extrema vulnerabilidade, desprovidas da possibilidade de satisfação de necessidades tão básicas como a alimentação, higiene, vestuário, cuidados de saúde, mobiliário, etc.. Criada há cerca de seis anos, a Associação apoia, atualmente, cerca de uma centena de famílias, que correspondem a mais de 90 menores de idade, num total de cerca de 300 pessoas, independentemente da área geográfica. No início deste ano, o número de famílias inscritas nesta associação era cerca de 11 famílias. Segundo a Associação Amanhecer Esperança, houve um aumento significativo de pedidos de apoio e encaminhamento vindo de outras instituições, fruto das consequências económicas da pandemia por COVID-19, sendo que na maioria dos casos são agregados familiares que viram os seus rendimentos reduzidos ou se depararam com situações de desemprego.

Para o ano de 2021, a associação pretende criar um Centro de Higiene e Bem-Estar, em Agualva-Cacém, para apoiar os sem-abrigos do Concelho de Sintra que não têm condições dignas para tratar da sua higiene pessoal e que consistirá em fornecer gratuitamente banhos públicos, cabeleireiro e esteticista, com o fim de elevar a autoestima e preparar os mesmo na procura de um emprego e objetivamente a inclusão social. Este projeto foi apresentado publicamente no auditório da Igreja de Sta. Maria à comunidade, com a presença do executivo da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, a 11 de janeiro de 2020.  Já existe um espaço cedido pela Igreja da Av. Sta. Maria, localizado nas traseiras do Centro de Operações (Sede) da Associação Amanhecer Esperança, todavia o espaço encontra-se carecido de obras profundas, com o custo de 30.000€, tendo a associação já angariado 1.000€ através de doações.

Nesta onda de solidariedade, os colaboradores do IASFA de outros Centros de Apoio Social juntaram-se a esta iniciativa angariando bens para serem entregues a associações dentro das suas zonas de ação. Assim, o CAS Alfeite efetuou a entrega dos bens angariados à Paróquia da Nossa Sra. da Consolação, e o CAS Coimbra ao Centro de Acolhimento João Paulo II.