Tomada de posse do novo Diretor do CAS de Runa

O Coronel João Carlos Monteiro Pessanha é o novo Diretor do Centro de Apoio Social de Runa, do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA).

No dia 21 de novembro, realizou-se a cerimónia de tomada de posse, nas instalações do Centro de Apoio Social (CAS) de Runa, presidida pelo Tenente-General Fernando de Campos Serafino, presidente do Conselho Diretivo (CD) do IASFA, na presença da Vogal do Conselho Diretivo, Drª. Paula Costa, e do diretor cessante, o Coronel Joaquim Manuel de Almeida Moura, bem como dos dirigentes e colaboradores, militares e civis, deste centro e dos residentes da Estrutura residencial para Pessoas Idosas (ERPI).

O CAS de Runa, considerado o berço do IASFA, está localizado no concelho de Torres Vedras e dispõe de uma infraestrutura ímpar. Dotado de um grande jardim, permite aos seus residentes, e demais beneficiários e familiares que visitem o local, longos passeios pelas áreas circundantes ao edifício histórico, que integra um museu repleto de raras peças pertencentes ao espólio da Princesa Maria Francisca Benedita.

O CAS Runa apoia os concelhos de Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Mafra, Nazaré, Óbidos, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte de Agraço e Torres Vedras.

 

 

 

Tomada de posse do novo Diretor do CAS de Coimbra

O Tenente-Coronel Miguel Vieira é o novo diretor do Centro de Apoio Social (CAS) de Coimbra, do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA).

No dia 22 de novembro de 2022, realizou-se a cerimónia de Tomada de Posse, nas instalações do CAS de Coimbra, presidida pelo Tenente-General Fernando de Campos Serafino, presidente do Conselho Diretivo (CD) do IASFA, na presença da vogal do CD, Dra. Paula Costa e de outros dirigentes e colaboradores do instituto.

Após o ato de Tomada de Posse, o Exmo. Presidente do CD do IASFA, proferiu algumas palavras alusivas à cerimónia, desejando sorte e sucesso no cumprimento das novas funções. A cerimónia terminou com a assinatura do Livro de Honra do CAS de Coimbra.

O CAS de Coimbra presta apoio aos beneficiários do IASFA residentes nos distritos de Coimbra e de Aveiro, tanto na Ação Social Complementar (ASC), como na Assistência na Doença aos Militares (ADM). Este CAS dispõe ainda de valências de apoio aos beneficiários, nomeadamente de Alojamento Temporário e a Residência Universitária. Encontra-se localizado na Rua Pedro Álvares Cabral número 90, em Coimbra.

Concurso de arrendamento de 18 frações comerciais e 40 garagens/parqueamentos

Encontra-se aberto, pelo prazo de 10 dias úteis, o concurso para arrendamento de 18 frações comerciais, localizadas em Lisboa, Porto e Coimbra, e de 40 garagens/parqueamento distribuídos por Lisboa, Elvas, Porto, Coimbra e Amadora.

Podem candidatar-se todos os interessados com propostas até à data limite de 05 de dezembro de 2022.

Novos percursos para a Inovação Social: a ação social complementar em debate

   

No passado dia 14 de outubro de 2022, o IASFA, através da Direção de Serviços de Ação Social Complementar, promoveu o “Seminário Inovação Social” no Auditório Princesa Maria Benedita do Centro de Apoio Social de Oeiras.

Enquadrada no ciclo de eventos iniciado em 2019 pelos Serviços Sociais da Polícia de Segurança Pública, esta iniciativa do IASFA foi palco de diversas comunicações respeitantes a temas de Inovação Social, visando temas como a evolução tecnológica da Ação Social Complementar no IASFA, a aplicabilidade da Realidade Virtual à resposta social ERPI, e o desenvolvimento de ferramentas de inovação social.

No período da manhã, e após alocuções pela Vogal do Conselho Diretivo Drª Paula Costa e pelo representante da DSASC Dr. Paulo Sequeira sobre a visão estratégica e principais atividades desenvolvidas pelo IASFA, os representantes de Organismos Públicos, Empresas, IPSS e Universidades apresentaram o que de melhor se faz ao nível da Inovação Social em Portugal.

Passaram pelo palco do Auditório comunicações sobre “Realidade Virtual na Reabilitação de Doentes de Parkinson”, do Laboratório de Farmacologia Clínica e Terapêutica da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, sobre o “Projeto AGILidades” do Lab Centers do Politécnico de Leiria, e sobre o “Projeto Mais Alternativas Sénior – intervenção Terapêutica com Realidade Virtual”, da ABESRA – Associação de Bem Estar Social e Recreativa de Alpedriz.

Após o coffee-break da manhã, os trabalhos prosseguiram com as “Iniciativas da Agência para a Modernização Administrativa (AMA, I.P.)” apresentadas pelo LabX – Laboratório de Experimentação da Administração Pública, a com a apresentação “Portugal Inovação Social” pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social (EMPIS) e com uma exposição das dimensões de intervenção da IPSS “Entrajuda; transmissão de conhecimento, voluntariado e recuperação/reutilização de bens e equipamentos”.

O período da manhã foi concluído com a apresentação da “Social Equity Iniciative”, promovida pela NOVA Business School, com moderação dos trabalhos pela Professora Doutora Armanda Antunes da universidade Europeia e Lusófona.

O período da tarde teve a particularidade inovadora de se iniciar com uma Visita Técnica às instalações do Centro de Apoio Social de Oeiras, nomeadamente às suas respostas sociais ERPI e Residências Assistidas, na qual os participantes tomaram contacto com as características arquitetónicas únicas deste complexo e puderam conhecer, através das respetivas Direções Técnicas, o trabalho desenvolvido nas suas Unidades Funcionais.

Seguiram-se duas Mesas Redondas, moderadas respetivamente pela Professora Doutora Stella Bettencourt da Câmara do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas e pelo Dr. Paulo Sequeira do Apoio Social do IASFA, com apresentação de comunicações por representantes dos Serviços Sociais do Exército, Marinha e Força Aérea, Serviços Sociais da Guarda Nacional Republicana, Serviços Sociais da Polícia de Segurança Pública, Serviços Sociais da Administração Pública e Lar Militar da Cruz Vermelha Portuguesa.

Subordinadas ao repto “Ação Social Complementar – Que Possibilidades?”, os palestrantes partilharam de forma generosa e muito esclarecedora os principais desígnios e áreas de intervenção social, num debate participado que favoreceu a reflexão sobre as oportunidades de criação de valor nas organizações e serviços que representam.

Este evento, que teve a oportunidade de contar com um interlúdio musical protagonizado pela Tuna da Universidade Sénior de Oeiras, foi encerrado pelo Diretor de Serviços de Ação Social Complementar, Coronel Luís Nunes, que apresentou uma comunicação entusiasmante sobre o desenvolvimento tecnológico e social atual e futuro, da qual foi possível inferir a essência da ação da Ação Social Complementar do IASFA: servir os seus beneficiários através de todos os recursos e possibilidades ao seu alcance, com elevados padrões de excelência.

A opinião dos participantes, oradores e moderadores sobre o “Seminário Inovação Social” foi muito positiva, tendo este momento de partilha de conhecimento e debate despertado a curiosidade sobre novas soluções de inovação social, disponíveis para os cidadãos, profissionais e organizações do Setor Público e Terceiro Setor que pretendam concretizar processos de Evolução e Mudança.

Cerimónia evocativa do 104º Aniversário do Armistício da Grande Guerra, em Braga

No dia 10 de novembro, o Diretor do Centro de Apoio Social de Braga, respondendo ao convite do Presidente do Núcleo de Braga da Liga dos Combatentes, esteve presente na Cerimónia evocativa do 104º Aniversário do Armistício da Grande Guerra, em Braga.

A Cerimónia foi composta por uma Missa que decorreu na Basílica dos Congregados e por uma Evocação do Armistício junto ao Monumento aos Combatentes, situado na Avenida Central de Braga. Participaram nas Cerimónias diversas entidades Militares, Militarizadas, Religiosas, Civis e Antigos Combatentes.

Inauguração do Circuito de Estimulação Psico-Motora (CEPM) 

No passado dia 30 setembro inaugurou-se no Centro de Apoio Social de Oeiras, o Circuito de Estimulação Psico-Motora (CEPM), um dos 4 circuitos integrados no projeto “MEXA-SE CÁ DENTRO”. 

O projeto, da autoria da Unidade de Fisioterapia, nasceu no contexto da fase mais crítica da pandemia, em que as limitações às rotinas diárias dos residentes impunham diminuição da atividade física e restrições de liberdade de circulação. 

Aproveitando as instalações e espaços físicos do CAS de Oeiras para a prática autónoma, segura e estimulante de exercícios de mobilidade geral, pretendeu-se contribuir, não só para a manutenção da funcionalidade global dos residentes, mas também para a requalificação dos espaços, tornando-os visualmente agradáveis, apelativos e promotores de atividades de desenvolvimento. 

Desta forma, instalou-se na parede do túnel que dá acesso ao Serviço de Apoio Médico, o CEPM.

  

Este circuito caracteriza-se por um conjunto de exercícios expostos em painéis ilustrados com imagens e texto explicativo que têm como objetivo promover a estimulação cognitiva e motora dos utentes através de: (1) leitura e memorização de sequências; (2) identificação de cores e formas geométricas; (3) perceção visual e espacial na coordenação oculo-manual, oculo-pedal e na lateralidade; (4) mobilização dos membros superiores e inferiores; (5) coordenação e equilíbrio. 

Intenta-se que este circuito possa ser utilizado por qualquer beneficiário ou colaborador que utilize as instalações do CAS de Oeiras e, numa lógica dinâmica ao longo do tempo, os exercícios dos painéis possam ser alterados quer na sua tipologia quer na sua apresentação gráfica. 

Celebração do 104º Aniversário do Armistício em Oeiras 

No passado dia 14 de novembro de 2022, teve lugar a cerimónia de deposição de flores para assinalar a Comemoração do 104º aniversário do Dia do Armistício, que pôs fim à I Guerra Mundial, a 11 de novembro de 1918. 

A cerimónia organizada pela Liga dos Combatentes (Oeiras) decorreu, como habitualmente, no monumento aos mortos da Grande Guerra, no Largo 05 de Outubro, em Oeiras. Participaram na cerimónia ex-combatentes, diversas entidades militares e civis do concelho de Oeiras. 

O CAS Oeiras depôs uma coroa de flores honrando a memória dos combatentes que tombaram durante a Grande Guerra.

 

SOBRE “ENCONTROS ao aCASO”

N. º 4 - FOLHA CULTURAL DE RESIDENTES DO CAS OEIRAS  PARA OS RESIDENTES DO CAS OEIRAS E NÃO SÓ

N. º 3 - FOLHA CULTURAL DE RESIDENTES DO CAS OEIRAS  PARA OS RESIDENTES DO CAS OEIRAS E NÃO SÓ

N. º 2 - FOLHA CULTURAL DE RESIDENTES DO CAS OEIRAS  PARA OS RESIDENTES DO CAS OEIRAS E NÃO SÓ

N. º 1 - FOLHA CULTURAL DE RESIDENTES DO CAS OEIRAS  PARA OS RESIDENTES DO CAS OEIRAS E NÃO SÓ

No decorrer das restrições impostas pela pandemia impunha-se a implementação de ações que pudessem minimizar (ou até contrariar) o impacto de um período tão longo de privação de um quotidiano “normal”, junto dos residentes da UF1.

Assim, a Unidade de Terapia Ocupacional, procurou cumprir com a sua missão de contribuir para a prevenção da disfunção através da promoção do equilíbrio e bem-estar ocupacional, recorrendo a estratégias e ações e constituíssem abordagens individualizadas, estimulantes e reforçadoras do sentido de valor pessoal, junto dos residentes.

Com a colaboração da direção técnica da UF1 iniciaram-se contactos com alguns residentes e realizaram-se algumas reuniões semanais. Estes encontros e reuniões depressa se transformaram em momentos de afirmação e descoberta e as descrições dos dias de confinamento total foram sendo substituídas por relatos de experiências e histórias de vida inspiradoras, por mostras de trabalhos reveladores talentos, por afirmação de ideias e opiniões e tudo isto envolto em manifesta vontade de partilhar para além do espaço de cada encontro.

Foi assim que nasceu a ideia de se fazer uma “folha cultural” que se transformasse num veículo de partilha, mas acima de tudo de afirmação da individualidade e reconhecimento do valor pessoal de cada um dos que quisessem contribuir partilhando ideias, opiniões, memórias, ou pequenas histórias.

Mas, esta partilha tem também a ambição de servir de elo de ligação entre residentes (das várias unidades do CAS de Oeiras), através da descoberta de valores, crenças, opiniões, disposições em comum e até, quem sabe, dar assunto para conversas…

Talvez por isso, um grupo de residentes da UF1B e suites acolheu tão bem a ideia nas “reuniões das 4ªfeiras” (na sala do 4º piso da UF1-B). A sugestão foi recebida com entusiasmo e as ideias foram surgindo semana a semana e discutidas entre os elementos do grupo fora das reuniões. Foi assim que surgiu a ideia do nome ENCONTROS e de temas a abordar nas diversas rubricas.

Como está expresso no titulo trata-se de uma “FOLHA CULTURAL DE RESIDENTES DO CAS OEIRAS PARA OS RESIDENTES DO CAS OEIRAS E NÃO SÓ” e por isso foi com orgulho que os residentes, que elaboram a folha, assumiram o seu titulo final ENCONTROS ao aCASO .

 

Oeiras, 25/8/2022

Ana Cristina Farinha

(Terapeuta Ocupacional)

Igualdade de Género e Envelhecimento, CAS de Runa

Teve lugar no passado dia 27 de outubro, no CAS de Runa, uma sessão de sensibilização e esclarecimento sobre a Igualdade de Género e Envelhecimento, desenvolvida pelo Ministério da Defesa e moderada pela formadora da Secretaria Geral, Dra. Sara Moreira.

Esta formação foi dedicada a dois grupos de funcionários, um no período da manhã, outro no período da tarde, e refletiu sobre a realidade de lidar com a população sénior, promovendo a igualdade de tratamento entre mulheres e homens, em especial por parte dos profissionais que trabalham diretamente com a população idosa.

O apoio social deverá corresponder de forma adequada e contemporânea a esta nova e cada vez mais representativa «idade sénior», dedicando um novo olhar ao envelhecimento, fase da vida com características e necessidades especificas.

Nesta ação de sensibilização, bastante participada pelos assistentes e ministrada superiormente pela formadora, concluiu-se que o envelhecimento da população apresenta novos desafios para todas as áreas da sociedade, nomeadamente para as áreas de apoio social e da medicina.

IASFA celebra protocolo com a FARMÁCIA BAIÃO SANTOS

No dia 28 de outubro, no Centro de Apoio Social de Lisboa, o IASFA celebrou um protocolo com a Farmácia Baião Santos, conferindo aos beneficiários do IASFA um conjunto atrativo de descontos sob os medicamentos, produtos e serviços prestados.

Com a participação do Chefe da Divisão de Apoio Social Doutor Paulo Sequeira em representação do Conselho Diretivo do IASFA, e dos representantes da “FARMÁCIA BAIÃO SANTOS”, a  Proprietária e Diretora Técnica, Dra. Maria de Fátima Candeias Baião Santos e o Dr. Rui Santos na qualidade de Gerente, a cerimónia de assinatura do protocolo pautou-se pela satisfação da entidade com a colaboração com o IASFA, que possibilitará aos beneficiários residentes no concelho de Sintra, particularmente nas freguesias de, Monte Abrão e Queluz, à aquisição de medicamentos, produtos e serviços prestados, através de um serviço técnico especializado, acompanhado de um atendimento personalizado.

 A Farmácia BAIÃO SANTOS, ao serviço dos seus utentes desde 1980, tem como propósito a prestação de um serviço complementar de saúde, de elevada qualidade, visando promover e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos clientes e suas famílias.

 As condições deste protocolo, que alarga a já vasta rede de entidades protocoladas com o IASFA na área da saúde, podem ser consultadas no nosso site aqui.