VAGAS DISPONÍVEIS PARA O BERÇÁRIO, CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA DO CAS ALFEITE

No dia 1 de setembro, iniciou-se o mês escolar, no Centro de Apoio Social do Alfeite, localizado junto da Base Naval de Lisboa, perto do “Portão Verde”, no Laranjeiro, em Almada.

O centro dispõe de infraestruturas que podem acolher e acompanhar crianças dos 4 meses aos 5 anos de idade, encontrando-se, atualmente, disponíveis um total de 31 vagas, das quais 17 para o berçário, 14 para a creche e 26 vagas para o jardim de infância.

Na capacidade sobrante poderão ser também inscritos filhos de não beneficiários.

Para mais informações utilize os seguintes contactos:

Telefone: 21 273 63 69

E-mail: serh.casalfeite@iasfa.pt

IASFA COM TRÊS CASOS ATIVOS

O IASFA tem novo registo de três casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2. Trata-se de duas Colaboradoras do CAS Runa, e um colaborador do CAS Oeiras, todos com cobertura vacinal completa.

De momento, o número de casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2 não tem impacto para a atividade das respetivas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI).

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para pessoas idosas do IASFA já foram testados pelo menos uma vez, assim como o pessoal afeto aos setores educativo (berçário, creche e jardim de infância), alimentar e de segurança do Centro de Apoio Social do Alfeite.

O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

IASFA COM QUATRO CASOS ATIVOS

 

 

O IASFA têm  novo registo de quatro casos ativos de infeção pelo SARS-CoV-2. Trata-se de duas Colaboradoras do CAS Runa, ambas com cobertura vacinal completa:

– funcionária da empresa prestadora de serviços de auxiliares de apoio médico que se encontrava já em isolamento profilático desde 02AGO21 na sequência de contacto de risco em contexto familiar, situação sem qualquer impacto ou restrição da atividade da ERPI;

– funcionária AAD (UF1), submetida a testagem a 19AGO2021, com resultado positivo em 20ago2021, em isolamento profilático no domicilio.

No CAS Porto uma funcionária (TSSS), com cobertura vacinal completa desde Fevereiro de 2021, que se encontrava em isolamento profilático desde 15/08/2021, na sequência de contacto de risco em contexto familiar.

No CAS Oeiras um colaborador da UF2, com cobertura vacinal completa, em isolamento no seu domicílio por ausência de sintomas. Foram testados todos os residentes do piso em laborou o colaborador, todos com resultado negativo.

 

 

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para pessoas idosas do IASFA já foram testados pelo menos uma vez, assim como o pessoal afeto aos setores educativo (berçário, creche e jardim de infância), alimentar e de segurança do Centro de Apoio Social do Alfeite, decorrente do reinício, a 15 de março, das atividades escolares presenciais.

O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

IASFA COM UM CASO ATIVO

 

O IASFA têm  novo registo de um caso ativo de infeção pelo SARS-CoV-2. Trata-se de uma colaboradora do CAS RUNA, com cobertura vacinal completa, funcionária da empresa prestadora de serviços de auxiliares de apoio médico que se encontrava já em isolamento profilático desde 02AGO21 na sequência de contacto de risco em contexto familiar, situação sem qualquer impacto ou restrição da atividade da ERPI.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para pessoas idosas do IASFA já foram testados pelo menos uma vez, assim como o pessoal afeto aos setores educativo (berçário, creche e jardim de infância), alimentar e de segurança do Centro de Apoio Social do Alfeite, decorrente do reinício, a 15 de março, das atividades escolares presenciais.

O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

APRESENTAÇÃO DO ESTUDO SEROLÓGICO NO CAS OEIRAS

Foi apresentado no dia 12 de agosto de 2021 os resultados do estudo “Efetividade da vacina contra a COVID-19” realizado no Centro de Apoio Social (CAS) de Oeiras entre 5 de março de 23 de julho.

A equipa de investigação, constituída pela COR/Med Maria Salazar, COR/Vet Penha Gonçalves e a Dr.ª Joana Fernandes, apresentou sinteticamente os resultados do estudo.

A apresentação foi complementada com uma explicação simples de como se processa a infeção pelo vírus. A parte final foi dedicada a esclarecer dúvidas apresentadas pelos residentes e funcionários.

O estudo abrangeu 52 residentes e funcionários do CAS de Oeiras que iniciaram a vacinação em março de 2021 após a inoculação da primeira dose que ocorreu dia 04 do mesmo mês. Nem todos os residentes e funcionários participaram no estudo, uma vez que a maioria já tinha iniciado o processo de vacinação em janeiro.

O resultado global é o seguinte:

Os resultados são excelentes ao nível da imunidade adquirida. Mesmo para os casos em que não foram desenvolvidos anticorpos existem outros mecanismos de defesa que foram estimulados pela vacina e que podem reduzir os efeitos da doença

A próxima colheita será realizada um ano após a primeira, o que acontecerá no início de março do próximo ano.

SORTEIO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DE FRAÇÕES DA RESIDÊNCIA ASSISTIDA DO CAS DE OEIRAS

Decorreu ontem, nas instalações da Direção de Serviços da Ação Social Complementar do IASFA, sitas no Centro de Apoio Social (CAS) de Lisboa, o sorteio do concurso para atribuição de oito frações da residência assistida no CAS de Oeiras.

Esta sessão pública, transmitida em direto na página do IASFA no Facebook, contou com a presença do Presidente do Conselho Diretivo do Instituto, Tenente-General Fernando de Campos Serafino, do Diretor de Serviços da Ação Social Complementar, Coronel Luís Pereira Nunes e de alguns candidatos ao concurso. O sorteio foi conduzido pelo presidente do júri do concurso e Chefe da Divisão de Apoio Social do IASFA, Doutor Paulo Sequeira.

Todas as informações relativas a este procedimento concursal estão disponíveis no site do IASFA.

IASFA MANTÉM REGISTO DE ZERO CASOS ATIVOS

Pela segunda semana consecutiva, o IASFA não regista qualquer caso ativo de infeção pelo SARS-CoV-2.

Contabilizam-se, assim, um total de 271 pessoas com teste positivo, das quais há oito óbitos a lamentar e 263 já se encontram recuperadas.

Todos os residentes e funcionários das estruturas residenciais para pessoas idosas do IASFA já foram testados pelo menos uma vez, assim como o pessoal afeto aos setores educativo (berçário, creche e jardim de infância), alimentar e de segurança do Centro de Apoio Social do Alfeite, decorrente do reinício, a 15 de março, das atividades escolares presenciais.

O IASFA continuará a realizar testes de despistagem ao SARS-CoV-2 sempre que se justificar.

RESULTADOS DA SEGUNDA FASE DO ESTUDO SEROLÓGICO NO CAS DE RUNA

Os resultados da segunda colheita do estudo serológico no Centro de Apoio Social (CAS) Runa, realizado no passado dia 19 de julho, indicam que a maioria dos residentes e funcionários daquele Centro, 63% e 98% respetivamente, mantêm anticorpos ao vírus SARS-Cov-2 após seis meses da toma da primeira dose da vacina contra a COVID-19. Participaram nesta fase do estudo 189 pessoas, das quais 87 são residentes e 102 são funcionários.

Esta colheita vem no seguimento do projeto de investigação “Fatores de Efetividade da Vacina COVID-19”, promovido pelo Instituto Gulbenkian de Ciência e em estreita em parceria com a Unidade de Ensino, Formação e Investigação da Saúde Militar e Centro de Epidemiologia e Intervenção Preventiva do Hospital das Forças Armadas. Este projeto tem por objetivo a monitorização à resposta imunológica à vacinação contra a COVID-19, em particular em pessoas que trabalham ou residem em estruturas residenciais para pessoas idosas.

A primeira recolha serológica deste projeto foi feita em 5 de março de 2021, três semanas após a segunda dose da vacina, na qual verificou-se que 95% dos residentes e 100% dos funcionários do CAS de Runa tinham desenvolvido anticorpos ao SARS-Cov-2.

A terceira e última colheita deste projeto irá realizar-se um ano após a primeira dose da vacina, previsivelmente em 19 de janeiro de 2022.